18 de nov de 2010

"MULHERES DE NIVA" - Entrevista com a Niveira Simone "Jeepeira" Garcia





O blog do Grauçá 4x4 teve a honra e o prazer de entrevistar uma Jeepeira, Niveira, sócia do Jeep Clube Comando do Oeste, participante do grupo “Mulheres de Niva”, a escorpiana, artista plástica, esotérica, blogueira, amante da natureza, natural de São Paulo, muito bem casada, com uma família linda, uma filha, e com sua idade secreta que o tempo não revela, nem ela (risos...)...



Betão do Grauçá 4x4: Olá Simone “Jeepeira” Garcia, qual o nome do seu Niva?
Simone Jeepeira: “Delorium, é o carro que viaja no tempo...”




BG4x4: Há quanto tempo possui o Niva e o que ele representa para você?
SJ: “eu o tenho há 11 anos, e me representa muita liberdade...”



BG4x4: O que mais gosta ou curte no seu Niva?
SJ: “adoro o cheiro de barro misturado com gasolina...”




BG4x4: O que não curte no seu Niva?
SJ: “Curto tudo nele, adoro mesmo, mas sinto falta de um ponto de apoio dianteiro, porque quando ele fica no barro, tenho que amarrar a cinta no eixo dianteiro, o que não é nada legal.”




BG4x4: E o que melhoraria no seu Niva?
SJ: “Eu mudei algumas coisas no meu, coloquei snorquel (depois de perder 3 motores afogados em barro), ergui um pouco para poder colocar pneus maiores, esse motor que está nele agora, é de um laika, mas o Poka (meu mecânico) mudou os pistões, colocou pistões maiores para aumentar a potencia do motor. Também compensei a falta de espaço interno para bagagem, colocando um bagageiro sobre o teto, ficou bonitinho e é bem útil, principalmente para acampar. Apesar de tudo isso, ainda preciso de um guincho mecânico.”



BG4x4: Quando se descobriu no Off Road, foi antes do Niva ou depois do Niva?
SJ: “Muito antes. O Niva é uma conseqüência. Eu já tive outros jeeps, um 1949 e um 1951, ambos willys, gosto do glamour do jeep e tudo mais, pra falar a verdade nem pensava em ter um niva, mas eu queria fazer trilhas mais pesadas e participar de raids, rallys, e o jeep sempre me deixava na mão, por ser um carro muito antigo dava muito problema de mecânica, as adaptações são onerosas, e dificilmente ficam boas. Então resolvi comprar o niva, a primeira vez que o coloquei na trilha, foi incrível! Ele da uma sensação de estabilidade, você sente muito mais confiança, não parece que ele é tão forte e poderoso, só quando você dirige que sente. Com o tempo, comecei a vê-lo como extensão dos meus braços e pernas, eu sinto quando posso ir, quando devo pisar mais ou menos, me sinto protegida no meu niva. Sei que foi um carro inicialmente feito para neve, mas ele surpreende com tamanha potencia de arrancada e poder de inclinação.”



BG4x4: Quantos rally ou raid já praticipou, quais as classificações?
SJ: “Perdi a conta, mas foram bem mais de 10 como pilota. Infelizmente nunca cheguei em primeiro... Mas já peguei segundo num raid em Sorocaba, num do comando oeste, terceiro no batom, no dos namorados em campinas... Mais alguns... Mas fiz PC (posto de controle) em vários raids, fiz levantamento de rallys e raids, organizei vários passeios, etc...”




BG4x4: Quando percebeu que estava apaixonada pelo seu Niva?!
SJ: “Quando eu o vi para vender... Ele estava em um galpão, a pessoa que me vendeu comprou-o em um leilão do governo, ele era do IBAMA, então ele estava ao lado de um outro, bem parecido com ele, mas parecia que estava me pedindo pra ir pra casa comigo... Então, entrei nele, dei a partida... ouvi aquele motor redondinho...senti aquele cheirinho gostoso de gasolina, ai percebi que ele havia roubado meu coração!”




BG4x4: Vi uma foto no seu Orkut de um CJ azul, ele seu?
SJ: “O jeep azul é um willys 1951, o nome dele era Willy, adorava ele também, mas alem da manutenção, eu queria participar de raids e rallys e com ele não dava.”





BG4x4: Você participou de várias trilhas, quais ou qual a que mais curtiu?
SJ: “Trilha das pontes no alphaville...”




BG4x4: Vi uma foto que parecia estar fazendo parte de um PC, como foi à experiência?
SJ: “Fiz vários pcs, a foto que você está falando, foi em um PC de um raid do comando oeste, eu havia ajudado no levantamento da trilha para esse raid, e tava um sol delicioso no dia. Eu adoro fazer PC, gosto também de ficar no apoio, para poder ajudar o pessoal que se perde, ou atola. Não importa muito o que vou fazer, se é PC ou apoio, levantamento, se vou competir; estar na trilha é sempre muito bom!”




BG4x4: O que te leva a competir?
SJ: “Acho que sou muito infantil, apesar da idade....rsrsrs Levo sempre como uma brincadeira, adoro a adrenalina, mas adoro parar no meio da trilha pra ficar ajudando, para ver os carros passarem nas dificuldades, e acabo me atrapalhando nas competições....”




BG4x4: Você participa de algum grupo ou clube offroad?
SJ: “Ultimamente estou um pouco afastada, mas sou sócia do jeep clube comando oeste.”



BG4x4: Pra onde o seu Niva te leva?
SJ: “Ao infinito e além! rsrsrs... Para a liberdade!...”




BG4x4: Qual foi a maior distância percorrida com seu Niva?
SJ: “Não sei muito bem... acho que de são Paulo a minas gerais. Uns 600kms...”



BG4x4: Já participou de algum encontro nacional de Niveiro(a)s?
SJ: “Infelizmente não...”




BG4x4: Seu Niva já te ensinou algo de mecânica?
SJ: “Claro! Fiz até um curso rápido de mecânica para poder entender um pouco mais. Mas duas coisas me marcaram bastante; uma vez eu estava na trilha do pinheirinho, na serra da Cantareira em são Paulo, eram umas 3 horas da madrugada, caia uma chuva brava, tava maravilhoso, eu estava em uma subida e de repente meu carburador estourou, então como todo bom niveiro, e curiosa, fui abrir o carburador para ver o que havia acontecido, claro que não adiantaria nada, porque não saberia consertar...rsrsrsrs, mas quando eu o abri, voou pecinhas para todos os lados, inclusive a mola que abria o segundo estágio.... tivemos que tirar cordões dos tênis para amarrarmos, alguma peça, que não me lembro muito bem, só sei que ela abria o segundo estágio do carburador, então, quando eu abria um pouco a velocidade, tinha que puxar o cordão para o segundo estágio funcionar.... Outra vez foi em um raid do comando oeste meu mecanico havia acabado de arrumar a embreagem hidráulica, tirei ele da oficina um dia antes do raid, então fui tirar um amigo que ficou num atoleiro, parei o niva de frente para o jpx dele desci para amarrar no meu niva, aproveitei, abri o capo para passar wd no carburador, só que não dava para pisar no chão porque estávamos numa piscina de lama, então dei um jeito, subi no estepe.... descobri que o estepe ficava em cima da embreagem, e acabei quebrando a embreagem novinha... Foi a única vez que voltei guinchada com o niva!”



BG4x4: Qual a impressão que você transmite aos caras na trilha quando descobrem que é uma mulher que está pilotando?
SJ: “Agora já não tem tanto problema porque o pessoal me conhece, mas quando comece foi bem difícil.”



BG4x4: Os caras te apóiam?
SJ: “Alguns apóiam sim, mas demorou para conseguir a confiança, muitas vezes, eu sabia o que tinha que ser feito, falava e o pessoal ficava zoando com a minha cara, mas eu não ligo, não...”



BG4x4: Tem algum causo bacana que aconteceu com você e seu Niva que gostaria de contar?
SJ: “Vários!... Uma vez, eu tive que me submeter a uma cirurgia de retirada de um cisto, e estava com muito medo da cirurgia que seria feita numa segunda feira, então o pessoal ia para a trilha no domingo, falei pra todo mundo que queria fazer uma trilha bem brava mesmo, porque precisava de adrenalina, então descemos o paredão que tinha no alphaville, nossa... foi punk! O niva ficou só nas duas rodas dianteiras... e tem muitas erosões naquela descida, não dá pra você simplesmente reduzir e deixar ir, tem lugar que tem até que manobrar para desviar das erosões, quando comecei a descer, comecei a tremer...rsrsrs acho que perdi uns dois quilos naquele lugar, porque quando terminei a descida, sai do niva para ver os outros carros passando e dava para torcer minha camiseta de tanto que eu havia suado... mas foi muuuuuuuuuito bom!”



BG4x4: Fale um pouco dos seus blogs...
SJ: “Meus blogs não tem muito a ver com meu niva...rsrsrs
Mas é que sou muito curiosa e resolvi pesquisar e escrever sobre coisas que me deixam curiosa. Como lugares estranhos (triangulo das bermudas, dos dragões, stonehenger, Atlântida), óvnis, fenômenos naturais, nuvens... Então fiz o primeiro blog, mundo dos curiosos, depois fiz um pessoal, que é simplesmente amor, e por ultimo, fiz um que fala sobre seres mitológicos, sereias, dragões, fadas...”


http://mitologiaouverdade.blogspot.com/
http://simonejeepeira.blogspot.com/


BG4x4: Você tem religião?
SJ: “Sou agnóstica, acho...rsrsrsrs Acredito e tenho muita fé em Deus, mas não me prendo a uma religião, acho que todas tem muito a nos ensinar, acredito em Cristo, mas também acredito nos Orixás, nos anjos. Acho que toda religião tem seu fundamento, mas infelizmente o ser humano se deixa levar pelo poder, e na religião não é diferente.”



BG4x4: Como interage com a natureza? Percebi que São Tomé das Letras tem predileção...
SJ: “São Tomé das letras é um paraíso, é um lugar abençoado.
Tem muitas cachoeiras, muita energia boa.”




BG4x4: Fora o Niva o que mais curti fazer como hobby?
SJ: “Escrever, cuidar de cachorros, plantas, pintar, ler...”



BG4x4: Você acha que o Niva voltará ao mercado Brasileiro? Você compraria um zerinho?
SJ: “Se eu tivesse dinheiro para comprar um niva zero, compraria sem dúvida!
Mas não sei se ele voltará ao mercado brasileiro.”



BG4x4: E quanto as “Mulheres de Niva”, quantas que você conhece que pilota também?
SJ: “Que pilota Niva, só mais uma, mas tem uma que tem um cj5, e tem outras que conheço que tem Pajero, Troller, etc...



BG4x4: Qual a mensagem que deixaria para as “Mulheres de Niva?
SJ: “Se alguém olhar para você e falar que mulher não é jeepeira e niva não é um off Road, dá uma rizadinha de desprezo e espera pelo próximo atoleiro ou pela próxima erosão, quando você passar, passe de salto alto, e jogue um beijo!”



BG4x4: O que gostaria de falar que eu não perguntei?
SJ: “Que adorei participar dessa entrevista! rsrsrsrs...”


.
.
.
“MULHERES DE NIVA”
Entrevista Virtual
Por Betão do Niva Grauçá 4x4
Fotos do Arquivo Orkut
De Simone “Jeepeira” Garcia
.
.
.

6 comentários:

CANNES BIKE disse...

MASSA! QUE MULHER ARRETADA!
ISSO SIM QUE É MULHER!

Djalma disse...

Muito bom Betão!!! Bela ideia!!!

Simone, parabens pelo seu estilo de vida.

Abraço

Djalma
http://jipeniva.blogspot.com/

Soldier disse...

Isso aí Betão! Sempre inovando! Parabéns!!

BACALHAU disse...

Espero que a dona Ceiça não leia esta entrevista, porque se isso acontecer a única coisa que irei pilotar será o fogão. No máximo, se eu for bonzinho, serei o navegador dela.
Parabéns Betão e Simone.

BlogadoGames disse...

voce q manja de niva pode me diser como acabar com a tripidaçao dos cambios do meu niva

Emerson Frois disse...

parabéns a todas mulheres pelo seu dia !