14 de abr de 2013

Novo teste de arrefecimento com atolamento asfáltico.


 Com radiador novo, vindo da Ucrânia, comprado no site confiável Lada Power: 

www.ladapower.com

Novos testes foram concluídos parado e em movimento, veja:





Também o Grauçá ganhou hélice nova...



1. O teste começou às 15 horas em ponto conforme as fotos com o veículo parado, e sem aditivo para arrefecimento, apenas água;
2. às 15h15m o marcador de temperatura apresentou 80ºC aproximadamente;



3. A temperatura eleva-se a aproximadamente 100ºC às 15h30m;
4. 110ºC aproximadamente chegou às 15h45m;


5. Aumentou um pouco mais que 115ºC no final do teste parado por volta das 16 horas;
6. Ás 17 horas, uma hora depois do motor ser desligado, a temperatura estava em torno de 60ºC;



7. O trabalho foi executado com o carro parado e usando em torno de 1.500 rpm;


 8. A temperatura ambiente do carro ao lado em pleno nordeste baiano;



9. 30 minutos depois...



 10. Atolado novamente no asfalto...


Liguei imediatamente para um expert em motores e mecânica, o Camarada Flugêncio, de la do Rio de Janeiro...

- Alô Flugêncio? É Betão meu Rei, do Grauçá, estou atolado no asfalto...
- Fala baiano! O que houve?!
- O Niva está freiado, não sai do lugar pela segunda vez...
- Faz o seguinte, verifica se as rodas dianteiras estão quentes...
- Muito quentes Flugêncio, as duas...
- E o pedal com está?
- Muito duro, quase não se move...
- isso pode ser duas coisas (comenta)... vamos por partes, tem chaves no Niva? Caso sim pega a 10' e vai no "cilindro mestre de freio", folga um pouco os três canos de metais que estão sofrendo pressão do "hidrovácuo" que provavelmente está desregulado, vai sangrar um pouco de óleo, mas é normal, em seguida fecha-os... Se for isso vai dar certo e vai pra casa "no sapatinho", pois estará quase sem freio...  Amanhã você mesmo arruma, vou mandar um passo-a-passo por e-mail pra você...



11. Assim foi feito com sucesso absoluto...


12. como sou teimoso e aventureiro consultei o amigo Lacerda: e aí?!
Ele respondeu: "vamos ao teste!" 
Usamos uma velocidade média de 80km por hora e 2.500 rpm...
Chegou a uns 100ºC;


13. Parada técnica no km 18...


14. A média persistiu em 100ºC por um tempo e só alterou quando aumentou para 90km/h em 3.000 rpm, subiu para uns 115ºC;


15. Carro desligado e média de temperatura encerrou-se em 110ºC.


 16. O consumo de combustível foi interessante, mas sem medidas, apenas o ponteiro ficou na mesma posição de inicio do teste;


17. tudo isso aconteceu a 30ºC de temperatura ambiente.

O próximo teste será quando estiver instalado a coifa do radiador, ter completado o arrefecimento com o líquido aditivo adequado no volume conforme instrução do fabricante e ter instalado a ventoinha auxiliar.

Agradecimentos ao Camarada Flugêncio que me socorreu por telefone de la do Rio de Janeiro, isso é quer ser Niveiro, obrigadão!
.
.
.

2 comentários:

Leo Couto disse...

Para mim isto tá parecendo junta do cabeçote queimada... cabeçote precisando de retífica.

JACURARÚ MANAUS disse...

Somente faltou verificar se o radiador estava com baixa temperatura.Pode ser a válvula termostática emperrada fechada, ou defeito de fábrica do radiador.
Já tive um problema assim e era a válvula fechada e a água que circulava era somente o estágio inicial do pré aquecimento.
Não estou falando de ponto de ignição atrasdo ou avanço do ponto con defeito.
Um abração para todos