19 de fev de 2013

Novo Teste de Arrefecimento





Após teste de arrefecimento desastrado por conta de uma mangueira super aquecida pela temperatura do motor, o qual fechou completamente forçando o
carro a “atolar” no asfalto(http://grauca4x4.blogspot.com.br/2013/02/atolando-no-asfalto-o-negocio-e-serio.html).





  •  Substituída a mangueira do freio hidrovácuo (teste), notamos que o carro não atolou e o freio funcionou perfeitamente;


Partimos para um novo teste de arrefecimento.  
O objetivo era o mesmo rodar 40 km para observações.



  • Observado o nível do liquido aditivo + água;


  • Temperatura Zero na partida;
  •  Em movimento e seguindo ao destino, notou-se que a temperatura manteve-se na média 110º até o Km 18, com vento contra, favorecendo a ventilação;



  • Com a viatura parada no Km 18 e com motor ligado notou-se a troca de água naturalmente do radiador;  
  •  Mesmo parado e motor ligado a temperado normalizou para 110º;




  •  No retorno à cidade percebemos que a temperatura obteve um leve aumento, mas estabilizou-se em média 120º;  
  •  Faltando 6 km para a cidade de Canavieiras (BA) foi ligado pela primeira vez durante o teste a ventoinha auxiliar, que ajudou a baixar a temperatura um pouco voltando para média de 110º; 


       
  


  •    Concluímos que a temperatura do Niva (motor 1.7) está superior a potência anterior 1.6 original; 
  • Aparentemente o motivo principal do aquecimento, supomos que poderá ter sido a tampa do radiador, visto que, colocamos uma borracha como reforço a vedação;  




Concluímos também que a mangueira do freio hidrovácuo totalmente vedada fez com que o carro ter atolado no asfalto;





As perguntas são:

  • Qual a temperatura média que o Lada Niva trabalha?
  • O clima do Nordeste (hoje em Canavieiras 33º) poderá interferir na média da temperatura do motor do Lada Niva?

  • O vento contra favorece o arrefecimento?

  • O vento a favor desfavorece o arrefecimento?

  • A falta da “Coifa da hélice do radiador” pode incentivar um aumento de temperatura do motor?

  • Com a mudança de potência do motor de 1.6 para 1.7 sofreu alguma influência real de aumento de temperatura do motor?


.
.
.

6 comentários:

Unknown disse...

1- Em torno de 90 graus
2- Não
3 e 4- ?
5- Pouco
6- Meu irmão fez alteração semelhante e também teve problemas de aquecimento. Colocou um radiador de Santana (adaptação fácil) e ventoinha elétrica. Resolveu.

William Brum disse...

1- entre 90 e 95 graus
2- O clima mais quente, pode influenciar um pouco, mas não para gerar 10 ou 20 graus acima do normal.
3- pode ser , mas o motor tem mais esforço, acho que fica elas por elas;
4- acho que não, porque o carro terá menos resistencia
5- é sabido que este "aro" ajuda no processo de gerar uma "sucção", ela é muito importante, senão não teriam projetado a mesma.
6- Eu fiz o motor do meu Niva e a temperatura subiu um pouco mais, ficando em torno dos 95 e 97 graus, mas não chegava so seus 110 ou 120 nunca. Outros amigos meus aqui em BH também fizeram o motor para 1.7 e tiveram os mesmos problemas que você.

obs: a tampa do radiador influencia na pressão da bomba e pode causar superaquecimento.

Mateus Duarte disse...

meu niva fervia.. agora não esquenta..
mesmo com a valvula termostatica nova.. tudo revisado...

chega com muito esforço a 80°c

alguma dica??

Aislan Santos disse...

Amigos sou Aislan e não sei o que fazer, meu niva esta aquecendo demais. Me ajudem por favor.

Grauçá 4x4 Niva disse...

Por aqui não é o caminho, gentileza enviar e-mail para grauca4x4@gmail.com

Sistema Selado de Arrefecimento by Fuynha Mustelidae (post 1092)
http://grauca4x4.blogspot.com.br/2016/01/sistema-selado-de-arrefecimento-by.html

“...uma promoção fantástica de uma alteração simples que traz bons resultados para os nossos Lada Niva.”

Leandro disse...

1) 90oC em regime normal e 95oC em esforço maior como em subidas muito ingrimes;
2) O tempertura ambiente influência mas essa diferença só é sentida pelo carro qdo esta diferença da temperatura ambiente é acima de 10oC o que corresponde 2 a 3oC no motor do carro.
3) Idem ao William Brum;
4) Idem ao William Brum;
5 Não só o aro da ventoinha mas como a proximidade do mesmo ao radiador, são fundamentais para a boa passagem de ar pelo radiador , afim de minimizar perdas de ar "fresco" pelas laterais;
6) Meu carro foi alterado para 1735cc,com um leve aumento na taça de compressão. Não foram notadas grandes diferenças em relação ao motor anterior 1600cc.