17 de jun de 2016

Poxa, Que Barulho Sinistro É Esse?! - Causos & Acasos do Niva (post 1117)




Contam os Niveiros de lá pelas bandas da região serranas do Rio de Janeiro, entre Petrópolis e Nova Friburgo, que um Camarada Niveiro estava entrando em
desespero por conta de barulhos sinistros da sua viatura durante as trilhas. Faziam mais de dois anos que o barulho o perseguia, mas o que era interessante é que o barulho só surgia quando estava trilha ou passava numa lombada na estrada. Durante os deslocamentos por asfalto nada acontecia. O camarada intrigado com o barulho levou para dezenas de oficinas do Rio de Janeiro para descobrir o barulho sinistro e nada. Durante essas investidas para manutenção conheceu um funcionário promoter de uma grande emissora de televisão, que vivia a assediá-lo para comprar o seu Niva. Grandes ofertas foram feitas e o camarada seguro da sua propriedade que amava, sustentava com diplomacia o NÃO. Houve até momentos de apertos financeiros e mais assédios da emissora, e ele muito seguro dizia, NÃO! Envolvido com os amigos de trilha offroad, a cada oportunidade ia curtir com a família, montanhas, cachoeiras, acampamentos, etc. Mas o barulho sinistro estava lá incomodando.

Certo dia após o retorno de um passeio offroad, já muito irritado com o barulho sinistro, quando tirava a lama da viatura na sua porta, o promoter da emissora de televisão para com um carrão a sua frente e tenta fazer-lhe mais uma proposta de compra. Cansado de dizer NÃO, dessa vez deu-lhe a desculpa do barulho sinistro do carro. O promoter disse-lhe que para ele não seria problema, pois estava acostumado a grandes barulhos na emissora. E botou preço muito acima do mercado. Uma proposta tentadora, coisa de novela. O futuro ex-niveiro ficou balançado e NÃO resistiu, fechou negócio com o promoter. E por fim lembrou ao comprador o barulho sinistro.

Dias depois após ter vendido seu Niva para a emissora de televisão e comprado um Land Rover Defender 110, quando passava próximo a um shopping na Barra da Tijuca, viu uma aglomeração de pessoas que acompanhava um set de filmagem. Não resistiu, se aproximou, e lá estava o Niva transformado e o promoter conversando com um dublê de capacete. O camarada perguntou ao promoter sobre o barulho e ele respondeu: “ah... eram umas ferramentas originais russas que estavam escondidas entre a forração traseira e a chapa, bem no canto da roda...”
“E como descobriu?!" perguntou o camarada curioso.
“ah... foi no posto de combustível da Lagoa, num encontro dos Camaradas do Niva, um Niveiro chamado Kraft que descobriu com a maior facilidade...” respondeu o promoter e ainda insistiu: “...fique por aqui para ver a produção da cena da novela...”

A cena da novela era o Niva disfarçado em outro carro batendo no poste com perda total. Pense no desespero do camarada, ficou louco com a cena que via e saiu a gritar e xingar no meio set de filmagem:
“Promoter seu... (pííííííííí!!!...) se eu soubesse que era para trocar de barulho NÃO teria vendido, seu (pííííííííí!!!...)”

*qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.